Novidades

Blog

Color Blocking na decoração da sua casa

Quem é que não quer dar mais vida por onde passa? As cores podem fazer esse papel de leva e traz energético. A psicologia das cores é um benefício à parte, cujo significado tem sentido na prática.

Longe da superficialidade do tipo ‘branco é paz e vermelho é paixão’, as cores têm muito que contar. A decoração pega carona na tendência color block. A proposta é repaginar o ambiente com muita energia. Mas, todo cuidado é pouco para os excessos. E, para não enjoar.

Color Blocking

 

Uma orientação muito comum é ponderar uma cor quente e uma neutra. Assim como o mundo é repleto de polaridades, dia e noite, por exemplo, a influência das cores pode incitar alegria e tristeza.

Arquitetos e designers usam o artifício das cores em várias propostas: na cortina, na tonalidade ao revestir o sofá, na parede na hora de compor o ambiente. A dica é balancear as cores para não pecar no ‘over’. “O branco é o pano de fundo. A partir dele, brincar com objetos coloridos dão charme ao ambiente”, explica a arquiteta Maria Isabel de Assis Miguel.

Color Bloking

É preciso bom senso e criatividade para compor um ambiente.  O bloco de cores como diz o termo em inglês é um argumento a mais na hora de decorar e vai muito da criatividade. “Uma simples atitude de mandar laquear um móvel antigo, na tendência retrô, ou na bancada da cozinha em silestone colorido são exemplos de como inovar”, diz.

A proposta ousada cai bem no ambiente profissional. A influência das cores pode ser notada não somente na decoração, mas também na maneira de vestir, como terapia, na expressão de um quadro, no estado de ânimo das pessoas e na maneira como gostariam de ser vistas.

Color Blocking

Ao investir em paredes, móveis ou só acessórios coloridos, tudo vai depender do bom gosto e do bom senso. Começar aos poucos, usando pontos de cor na decoração é uma boa pedida.

Segundo a arquiteta, Maria Isabel, o uso correto das cores no ambiente de trabalho pode representar não só um aumento de produtividade, como a redução da taxa de acidentes e de abstencionismo na empresa.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>